Hoje em dia é cada vez mais comum o uso de máquinas virtuais, seja para montar ambientes de trabalho que não interfiram em nossas máquinas pessoais ou servidores; simular ambientes de rede; testar novas distribuições de sistemas operacionais, dentre várias outras utilidades. Para isso contamos com várias opções, duas das mais conhecidas são o VmWare e o VirtualBox. Neste pequeno artigo darei dicas básicas de como gerenciar suas máquinas virtuais do VirtualBox através do terminal do Linux; o que por vezes torna o processo bem mais fácil do que graficamente, pois em meu caso mesmo, as vezes utilizo a ferramenta apenas para simular um servidor LAMP para determinado projeto, então inicializando a máquina por modo texto, posso trabalhar livremente por ssh sem me preocupar em ficar manuseando o mouse.

Na máquina host, para listar quais máquinas virtuais eu tenho instaladas, basta executar o comando:

VBoxManage list vms

veja um exemplo:

VBoxManage list vm

No exemplo acima temos duas informações importantes:

  • openfire, trata-se no nome em si da máquina virtual;
  • {d202aeaa-ae51-42b9-84ed-74d32b026588}, o ID da referida máquina virtual

Sabendo agora o nome e o ID da máquina, podemos inicializá-la com o comando:

VBoxHeadless -s "openfire" &

VBoxHeadless -s

Por mais que a tela aparentemente tenha travado após a execução do ultimo comando, basta você dar um “Enter” que poderá voltar a utilizar o terminal normalmente.

Obviamente eu já havia feito todas as devidas configurações da máquina anteriormente, então já sabendo as configurações de IP e porta SSh por exemplo, posso acessá-la normalmente via terminal sem problema algum. Caso você já tenha inicializado sua máquina virtual anteriormente e tenha esquecido, ao tentar executá-la uma segunda vez receberá uma mensagem como esta:

locked

Uma dica interessante para servidores é acrescentar o comando VBoxHeadless -s “openfire” & ao arquivo /etc/rc.local, pois desta forma, sempre que sua máquina real inicialiar, a máquina virtual em questão inicializar-se-á também sem você ter que fazer isso manualmente.

Caso tenha dúvidas a respeito dos comandos citados, digite-os no terminal sem qualquer parâmetro, uma listagem de todos os parâmetros adicionais será exibida com todas as informações necessárias.